Histórico dos Esportes

[Histórico][bleft]

Esportes Paralímpicos

[PARALÍMPICOS][bleft]

JOGOS e BRINCADEIRAS

[JOGOS][bleft]

Esportes Radicais

[ESPORTES%20RADICAIS][twocolumns]

Primeiros Socorros

[PRIMEIROS%20SOCORROS][twocolumns]

Bem Estar

[BEM%20ESTAR][twocolumns]

PUBLICIDADE

GALERIA DE VÍDEOS

HISTÓRICO DO JUDÔ




O Judô é uma arte marcial com origem no Japão, que surgiu por volta de 1880, por um professor universitário chamado Jigoro Kano.
O Judô aparece com o aprimoramento do jiu-jítsu, jujitsu ou jujutsu (em japonês Ju significa suavidade, brandura e Jutsu arte, técnica). Jigoro Kano  procurava explicações científicas aos golpes e selecionou as melhores técnicas dos vários sistemas do jujutsu combinando diversos movimentos de outros estilos.

Escreveu as regras a partir do jujutsu, arte de ataque e defesa usando o próprio corpo, eliminando as partes perigosas.

Apesar de a primeira escola de judô ter surgido em 1882, fundada pelo próprio Kano, a federação internacional do esporte (IJF, em Inglês) foi criada apenas em 1951.

Estabeleceu normas para tornar o aprendizado mais fácil e racional. Idealizou regras para um confronto esportivo, baseado no espírito do ipom-shobu (luta pelo ponto completo).

Procurou demonstrar que o jujutsu aprimorado, além da sua utilidade para a defesa pessoal, poderia oferecer aos praticantes oportunidades de superar as limitações do ser humano.

No combate, o praticante tinha como único objetivo a vitória. No entender de Jigoro Kano, isso era errado. Uma atividade física deveria servir para a educação global dos praticantes. Para diferenciar o sistema, Kano escolheu o termo judô o que significa "caminho suave".

No plano internacional, só depois da Segunda Guerra, o esporte se desenvolveu, principalmente na Inglaterra e na França. Na Europa, as regras eram padronizadas, apesar de ser utilizado no nihon-shobu (luta por duas vitórias) uma espécie de "melhor de três", sem interrupção.

No Brasil, as graduações do Judô são feitas pelas cores das faixas, que são amarradas no quimono (espécie de roupão usado pelos judocas). Do menor nível para o maior, são usados faixas: branca, cinza, azul, amarela, laranja, verde, roxa, marrom e preta.


Inicialmente, todos os judocas competiam de quimono branco, para manter a tradição da arte marcial. Mas para facilitar a distinção entre os atletas e o acompanhamento das lutas um dos judocas passou a se apresentar de azul.                        
Como esporte olímpico, foi disputado em 1964 em Tóquio, no Japão. Não esteve presente em 1968, no México, mas retornou em definitivo na edição de 1972, em Munique (na Alemanha). As mulheres só passaram a fazer parte do programa olímpico em 1992, em Barcelona na Espanha.

REGRAS BÁSICAS

  •  Objetivo
O atleta deve derrubar o adversário com as costas voltadas para o chão, imobilizá-lo no solo por 20 segundos ou forçá-lo a desistir finalizando com chave de braço ou estrangulamento.
  • Local de lutas
- As lutas de judô são praticadas em um tatame quadrado (de 14 a 16 metros de lado),  feitos de material sintético e que absorva os impactos diminuindo as lesões nos atletas, devido as inúmeras quedas e choques que a luta promove.

  • Tempo de luta
- Cada luta tem duração de  até cinco minutos para homens e quatro minutos para mulheres.

  • Equipamentos dos atletas

- Os atletas competem usando quimonos (ou judogis), uniformes composto por casaco e calça de pano espesso e os competidores se apresentam de cores diferentes um de branco e o outro de azul.
  • O Árbitro
- O árbitro atua dentro da área de combate e tem o controle total da luta, podendo interrompê-la a qualquer momento. É ele quem avalia a luta e marca os pontos que decidem as disputas.

Sinalizações dos Árbitro

Hajime!
Você vai ouvir antes de cada luta – é o comando de “começar!”, em japonês, dado pelo árbitro

Matte!

Comando dado pelo árbitro para interromper momentaneamente a luta – indica que os adversários parem de lutar e retornem às suas posições iniciais

Soremade!

Comando dado pelo árbitro indicando o final do combate




As Penalizações
- No judô, não é permitido chutar nem dar socos. Caso o árbitro considere que um desses atos foi intencional ou colocou em risco a integridade física do adversário, pode penalizar e até desclassificar o atleta. Atos de indisciplina também podem ser penalizados.

- As penalizações também podem ser atribuídas por:
  1. Falta de combatividade
  2. Postura defensiva
  3. Falso ataque
- Evitar o combate, fugir para a área de segurança e segurar a faixa do oponente também são infrações, que podem gerar advertências, chamadas de shido (cartão amarelo) para os judocas. Se acumular quatro shidos, o atleta recebe o hansokumake (cartão vermelho) que atribui a desqualificação do atleta. Em caso de empate ao final da luta, vence quem tiver menos shidos.
  • A Pontuação
- A pontuação varia conforme o sucesso alcançado na aplicação de uma técnica.
  • YUKO - pontuação mínima do judô, obtida ao derrubar o adversário de lado ou ao imobilizá-lo por 10 segundos.
  • WAZARI - resultado da queda do adversário sem bater totalmente com as costas no chão ou sem todos os requisitos do ippon - força, velocidade e controle. Também pode ser obtido com uma imobilização de 15 segundos. Dois wazaris correspondem a um ippon.
  • IPPON - golpe perfeito do judô, a luta acaba a qualquer momento caso um dos judocas  consiga um ippon. Consiste em jogar o adversário com força, velocidade e controle com as costas no chão. Também pode ser obtido com uma imobilização de 20 segundos ou com a desistência do oponente em virtude da aplicação de uma chave de braço ou estrangulamento.
- Vence quem conquistar o Ippon primeiro.
  • O empate
- Caso a luta termine com um empate, eles fazem o chamado "Golden Score", uma disputa com tempo infinito de duração na qual quem pontuar primeiro leva o combate.
- E caso um dos atletas receba uma penalização, o adversário também vence o combate.
  • Categorias de luta
- Atualmente há sete categorias de Peso nos dois naipes -
  • Masculino
  1. até 60Kg
  2. até 66Kg
  3. até 73Kg
  4. até 81Kg
  5. até 90Kg
  6. até 100Kg
  7. mais de 100Kg 
  • Feminino
  1. até 48Kg
  2. até 52Kg
  3. até 57Kg
  4. até 63Kg
  5. até 70Kg
  6. até 78Kg
  7. mais de 78Kg

O judô em sua prática promove aos seus praticantes a vivência constante de autocontrole, do conhecimento as suas limitações. Nos treinamentos os seus adeptos estão sempre trabalhando os aspectos de respeito, determinação, cooperação, serenidade, criatividade, sociabilidade e humildade. Aspectos que lhes servirão não só para os momentos com o esporte, mas também em um convívio social amplo ao prolongamento da vida.