Histórico dos Esportes

[Histórico][bleft]

Esportes Paralímpicos

[PARALÍMPICOS][bleft]

JOGOS e BRINCADEIRAS

[JOGOS][bleft]

Esportes Radicais

[ESPORTES%20RADICAIS][twocolumns]

Primeiros Socorros

[PRIMEIROS%20SOCORROS][twocolumns]

Bem Estar

[BEM%20ESTAR][twocolumns]

PUBLICIDADE

GALERIA DE VÍDEOS

HISTÓRICO DO FUTSAL

O FUTSAL em sua história traz algumas controvérsias sobre a sua origem. 

Segundo alguns pesquisadores, dizem que o esporte foi criado na Associação Cristã de Moços (ACM) de Montevidéu capital do Uruguai em 1930 por Juan Carlos Ceriani. Outros mas exatamente em meados de 1940 onde jovens frequentadores da A.C.M. de São Paulo, que tinham dificuldades para encontrar campos de Futebol para divertimento de suas horas de lazer, improvisaram peladas nas quadras de basquetebol, hóquei e salões de festas.

No entanto apesar da incerteza, pode-se afirmar que o Futebol de Salão foi inventado como mais uma opção da pratica de futebol de campo em espaços menores e internos com coberturas, possibilitando dessa forma um jogo a qualquer momento levando-se em conta o clima tempo na parte externa de onde estava sendo praticado o jogo, com um número reduzido de jogadores.

De início as equipes variavam em números de 5 à 7 jogadores, este número variava dependo do espaço onde estava sendo praticado, sendo pouco a pouco fixado o limite de cinco jogadores. As primeiras bolas eram feitas de crina vegetal e serragem sofrendo sucessivas modificações, inclusive com o uso de cortiça granulada.

Como as bolas de ar utilizadas depois, saltavam muito e saiam com frequentemente das quadras, posteriormente tiveram o seu tamanho diminuído e o peso aumentado, daí o fato de o futebol de salão ser chamado também de "esporte da bola pesada",

De repente o novo esporte foi sendo conhecido em diversos estados do Brasil, e logo veio a criação das primeiras federações e algumas competições nacionais com poucos estados participantes, foi criado também a Confederação Brasileira de Futebol de Salão que promoveu os primeiros jogos internacionais. Quanto a sua difusão devemos considerar que a Educação Física escolar e as quadras existentes nas escolas públicas brasileiras propiciou o ambiente ideal para a difusão do esporte até os tempos atuais.

Futsal ou Futebol de Salão? São dois nomes para a mesma coisa? Na verdade, há diferenças entre futsal e futebol de salão e não é uma simples abreviação. O termo futsal, atualmente empregado pela FIFA (Fédération Internationale de Football Association), foi  inicialmente empregado pela FIFUSA (Federação Internacional de Futebol de Salão) e passou a ser empregado pela FIFA a partir de uma fusão entre o futebol de salão, praticado pela FIFUSA e o futebol de cinco, implantado pela FIFA, em 1990. As entidades que não são filiadas à FIFA e se vincularam à CNFS (Confederação Nacional de Futebol de Salão), que surgiu com a extinção da FIFUSA, empregam, hoje, o termo futebol de salão.

O  Brasil é o país com o maior número de títulos em campeonatos mundiais de Futsal, como a seleção Brasileira mantém a hegemonia com títulos conquista em mais de 50 títulos ao longo da história, na Copa América de 20 competições tem 19 títulos de campeã e conta ainda com os maiores resultados em partidas oficiais do esporte.

Em 11 de novembro de 1991 a seleção Brasileira de Futsal goleou o Uruguai por um placar de 38 X 3 pelo Campeonato Pan-Americano da FIFA, mais recentemente este record foi superado pela própria seleção brasileira de Futsal que nos Jogos da Lusofonia em 2006 goleou a equipe do Timor Leste por um placar de 76 X 0 válida pela 4ª e penúltima rodada dos jogos, este placar trouxe para o Brasil mais 03 recordes-: 
1- Maior goleada da história do Futsal
2- Maior número de gol's em uma partida de Futsal
3- Partida em que um jogador fez o maior número de gol's: Valdin com 20 gol's

Segundo dados oficiais da FIFA (Federação Internacional de Futebol Associado), o futsal é praticado em 140 países. 

FUTSAL FEMININO

No feminino são 55 países praticantes da modalidade. Esse número bastante inferior de países reflete a realidade do futsal feminino: não existe um campeonato mundial, o futsal feminino não foi incluído nos Jogos Pan americanos no Rio de Janeiro e nos Jogos Sul Americanos e como no masculino, também não é esporte olímpico.

A necessidade em expandir o futsal feminino ocorreu, pelo fato de que, a admissão do futsal nos Jogos Olímpicos depende, inclusive, da modalidade ser praticada pelos gêneros masculino e feminino.

Os esforços da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) em favorecer o intercâmbio internacional no feminino possibilitou a criação do Campeonato Sul Americano de Seleções que está na sua 3ª edição contando com a participação de 07 países. No entanto esses avanços no futsal feminino ainda esbarram no fato do futsal não ser um esporte olímpico dificultando um crescimento mais acelerado e maior interesse de patrocinadores e da mídia televisiva.

No Brasil a prática do futsal feminino foi oficializada em 08/01/1983 pelo extinto Conselho Nacional de Desportos (CND). Para Santana e Reis (2003), a prática do futebol de salão feminino foi autorizada pela FIFUSA (Federação Internacional de Futebol de Salão) em 23 de abril de 1983. A partir dessa autorização os campeonatos começaram a surgir em vários estados. Anteriormente a essa data, as competições eram organizadas sem o caráter oficial.

O FUTSAL assim como na maioria dos esportes coletivos é um complexo de de movimentos que vai reunir, Preparação  Física,  técnicas, táticas e os fatores psicológicos individuais e em grupos dos atletas envolvidos, que constitui o jogo propriamente dito, todo este conjunto de medidas para obter o melhor Futsal e ir em busca por melhores resultados em uma competição.

PREPARAÇÃO FÍSICA

Sem ela não existe um rendimento técnico de qualidade, para que o atleta possa suportar o tempo de 40'minutos de bola em jogo. 

Seus deslocamentos, choques e contatos físicos requerem grande velocidade e agilidade para esquivar-se mediante as trocas rápidas de direção, requer também uma força excepcional em todos os músculos do corpo, como solução para suportar os contatos corporais difíceis de ser evitados.

Podemos ainda conceber mais exigências como máxima das qualidades motoras "inatas" que pertence ao ser humano-: resistência, velocidade, força, agilidade, equilíbrio, flexibilidade além de necessária coordenação, relaxamento e habilidades próprias do FUTSAL. Nos treinamentos modernos do Futsal os treinadores se utilizam também de; ginásticas, variações de corridas, musculação com trabalhos de sobrecarga, e os sistemas provenientes de outros esportes, para que possamos desenvolver ao máximo as qualidades dos jogadores.

O FUTSAL moderno é exigente em sua preparação física porque todos os jogadores são atacantes e também defensores, e isto demanda um grande consumo de oxigênio e um gasto enorme de energia.

A associação das qualidades físicas, desenvolvidas juntamente com as técnicas certamente se alinhou as vontades de caráter-: tenacidade (persistência), decisão (capacidade de analise), etc.; assim como uma esmerada atenção ao chamado treinamento invisível-: alimentação, descanso e vida higiênica, tudo isso somado é igual a uma boa preparação desportiva.

Esta preparação desportiva deve ser individualizada e adequada a cada jogador, onde os treinadores e técnicos preocupam-se normalmente em desenvolver o trabalho em sessões como por exemplo:
Semana de 03 dias de treinamento.
01 dia Treinamento Físico
01 dia Treinamento Técnico
01 dia Treinamento Tático, sempre associado ao trabalho psicológico.

As Avaliações 

Devem ser verificadas periodicamente através de testes físicos para sabermos se estamos preparados, jogos amistosos e jogos em competições  

TÉCNICAS E FUNDAMENTOS

PASSE - usando sempre um trabalho de lateralidade direita e esquerda, peito de pé, de calcanhar, de bico, rasteiro e por cima, cabeça, com trajetórias paralelas e diagonais, com intensidades - longo, médio e curto;

DOMÍNIO E RECEPÇÃO - com o pé parte interna, externa, sola do pé, peito do pé direito e esquerdo, com a coxa, com o peito e com a cabeça;

CONDUÇÃO - com o pé parte interna, externa, sola do pé, peito do pé direito e esquerdo;

CHUTES - para boa execução observar o equilíbrio do corpo, posição do pé de apoio, posição do pé de toque, coordenação do movimento em relação a bola. 
Com o pé - parte interna, externa, peito do pé direito e esquerdo;
Parte interna - existe mais precisão e pouca intensidade;
Parte externa - pouco recomendada, trajetória irregular, chute de precisão com pouca intensidade;
Bico
Sem pulo ou voleio
Bate pronto

DRIBLES
Bom domínio de bola;
Imaginação;
Habilidade;
Velocidade;
Agilidade e
Reflexos rápidos

LANÇAMENTOS
Trajetória: Diagonal e Paralelo por cima

GOLEIROS FUNDAMENTOS ESPECÍFICOS
Posição de expectativa;
Posição para recepção;
Arremessos
Flexibilidade, agilidade, coordenação, impulsão e reflexos.


SISTEMAS TÁTICOS E PADRÃO DE JOGO

Sistema 2 X 2
Sistema 3 X 1
Sistema 1 X 3
Marcação sob pressão quadra toda (Homem a Homem)
Marcação sob pressão em meia quadra (Homem a Homem)
Marcação por Zona
Sistema rotativo ou rodízio

REGRAS BÁSICAS DO FUTSAL (O futsal é composto por 18 regras)

1- Quadra de Jogo

Dimensões da Quadra

Um retângulo de 25 à 42 metros de comprimento e 16 à 25 metros de largura;

Nos jogos nacionais das categorias adultas e Sub-20, a quadra deverá ter no mínimo 38 metros de comprimento por 18 de largura;

Nas partidas internacionais o mínimo são 20 metros de largura e máximo 25 metros de largura. E deve ter no mínimo 38 metros de comprimento e máximo de 42 metros.


Metas: Os chamados “gols” ficam localizados sobre a linha de meta com altura de 2 metros e 3 metros de largura. É obrigatório o uso de uma rede presa às traves e ao solo. Essa rede deve ser de material resistente (para não furar durante o jogo) e com malhas pequenas (para impedir que a bola passe por ela). Os postes e travessões podem ser feitos com plástico, madeira e ferro e pintados em cores diferentes da quadra de jogo.

Marcação da Quadra

As linhas demarcatórias devem ser visíveis e com 8 centímetros de largura, pertencendo as zonas que demarcam. Existem várias marcações numa quadra de futsal.

As linhas limítrofes de maior comprimento são chamadas de linhas laterais e as de menor de linhas de meta;


Uma linha deve passar pelo centro da quadra e ter um pequeno círculo no meio da quadra de 10 centímetros (onde a bola é colocada para que se dê inicio ao jogo);


Outro círculo também é marcado no centro da quadra, esse maior que o anterior, com 3 metros de diâmetro;

Nos quatro cantos da quadra, no encontro entre linhas laterais e de meta serão demarcados ¼ de círculo com 25 centímetros de raio, local onde serão cobrados os arremessos de canto;

As linhas demarcatórias fazem parte da quadra do jogo.

Área de Substituição

É uma área por onde os jogadores substituídos devem sair da quadra e os substitutos entram no jogo. É um retângulo que fica à 5 metros de comprimento da linha divisória do meio da quadra e possui 5 metros de comprimento e 80 centímetros de largura, sendo que 40 cm são dentro da quadra e 40 fora. São duas áreas de substituições: uma para cada time, estando na frente do banco de reservas do mesmo.

Área Penal

É a área em que o goleiro pode defender com as mãos. É uma em cada extremidade da quadra e fica na frente dos gols. É um semicírculo de raio de 6 metros, tendo seus limites na linha de fundo. É diferente da área da cobrança da penalidade máxima porque o ponto de penalidade máxima fica, também à 6 metros da linha de fundo, mas na posição frontal ao gol, enquanto essa área é marcada por um semicírculo.

Tiro de Canto

A marcação de quadra dessa penalidade (saída de bola sendo que o último toque na bola tenha sido do time que esteja defendendo a meta de tal linha) está nos cantos da quadra. É marcada por ¼ de círculo (90 graus), tendo um diâmetro de 25 cm (o centro desse ¼ de círculo é o vértice da quadra).

Tiro Livre Sem Barreira

É uma penalidade, sem que haja jogadores do outro time, exceto o goleiro, da bola até a meta adversária. A marcação para a cobrança dessa penalidade é de 10 metros do ponto central da meta. Outra marcação referente a essa penalidade é uma linha traçada 5 metros depois da linha de fundo que corresponde ao local onde o goleiro pode se adiantar nessas cobranças de tiro livre sem barreira.

2 - Bola de Futsal

A bola deve ser esférica, feita de couro macio ou outro material previamente aprovado;

      A circunferência da bola tem o mínimo de 62 centímetros e máximo 64 centímetros nas categorias adultas, Sub-20, Sub-17 e Sub-15;

        O peso não pode ter menos de 400 gramas e ultrapassar 440 gramas.

        3 - Número de Jogadores

        Um jogo possui duas equipes com 5 jogadores cada, sendo que um deles é o goleiro;

            Se uma das equipes ficar com menos de três jogadores, a partida deverá ser cancelada;

              Uma equipe pode ter no máximo 9 jogadores reservas;

                As substituições podem ser feitas em qualquer momento do jogo e não possuem uma quantidade específica.

                4 - Equipamentos dos Jogadores

                O jogador não pode usar nenhum objeto considerado perigoso pelo árbitro. Exemplo: pulseiras, colares, anéis, alianças e brincos;
                Os jogadores devem usar: camisa de manga curta ou comprida, calção curto, caneleiras, tênis feitos de lona, pelica ou couro macio, meias de cano longo e caneleiras;
                Na entrada das equipes, os candidatos devem ficar com a camisa dentro dos calções;
                O uniforme do goleiro deve ser em uma cor diferente dos outros;

                5 - Árbitro Principal e Auxiliar

                O jogo terá um árbitro auxiliar e um árbitro principal.

                6 - Cronometrista e Anotador

                Eles trabalham em uma mesa que fica fora da quadra. O cronometrista acompanha e controla o tempo de jogo. Já o anotador trabalha examinando as fichas de identificação dos jogadores e comissão, registra as faltas cometidas pelas equipes, controla infrações, anota na súmula as ocorrências do jogo, etc.

                7 - Duração da Partida

                Uma partida oficial de futsal tem duração de 40 minutos. São dois tempos de 20 minutos e 10 minutos para descanso (intervalo). O tempo de jogo é marcado com um cronômetro e isso deixa a partida mais dinâmica. As punições possuem algumas semelhanças com o futebol de campo, pelo menos no quesito dos cartões. Assim como no futebol, o futsal tem o cartão amarelo (para a advertir do jogador) e o cartão vermelho para a expulsão. O cartão vermelho causa a suspensão automática do jogador expulso para o próximo jogo. O mesmo acontece com o integrante do time que receber três cartões amarelos em partidas diferentes.

                8 - Bola de Saída

                O árbitro principal será o responsável por fazer um sorteio, a fim de decidir, no início da partida, a escolha de lado ou saída da bola. A equipe vencedora começará na meia quadra, onde iniciará jogando. Já a equipe perdedora terá o direito à bola de saída do jogo. Caso ocorra tempo suplementar, deve-se adotar o mesmo método.

                9 - Bola em Jogo e Fora de Jogo

                A bola estará fora do jogo quando atravessar completamente as linhas laterais ou de meta, quer seja pelo solo ou pelo alto; quando a partida for interrompida pelo árbitro; e quando a bola bater no teto (partidas em quadra coberta) ou em qualquer equipamento esportivo inseridos nos limites da quadra.
                A bola estará em jogo em todas as demais ocasiões, incluindo quando o tocar nos árbitros dentro da quadra de jogo; quando não for tomada nenhuma decisão com relação a infrações das regras do jogo; e quando bater nas traves ou travessão e permanecer dentro da quadra.

                10 - Contagem de Gols

                Os gols serão válidos quando ultrapassarem completamente a linha de meta entre os postes e sob o travessão, desde que ela não tenha sido carregada, arremessada ou impulsionada de forma intencional (mão ou braço de jogador atacante ou goleiro adversário). A equipe vencedora será aquela que tiver maior número de gols. Caso haja o mesmo número de gols ou nenhuma equipe tiver marcado será considerado empate. Além dessas especificações, existem outras relacionadas que impedem ou permitem a marcação do gol.

                11 - Impedimento

                Não existe a regra de impedimento no futsal.

                12 - Faltas e Incorreções

                Para que uma atitude seja considerada falta, deve-se considerar os seguintes aspectos:
                • Ter sido cometida por um jogador em quadra ou reserva;
                • Precisa ter sido realizada na superfície do jogo e enquanto a bola estiver em jogo.
                As faltas são penalizadas com o Tiro Livre Direto e Tiro Livre Indireto:

                Tiro Livre Direto

                O tiro livre são os chutes cobrados após a paralisação do jogo depois de alguma infração cometida na partida. O tiro livro direto é concedido a uma equipe quando o jogador adversário apresentar as seguintes atitudes:
                • Dar pontapé, derrubar o jogador do outro time;
                • Bater, cuspir, tentar segurar o adversário;
                • Empurrar o adversário;
                • Oferecer perigo a outro jogador de maneira imprudente;
                • Praticar uma jogada que atinja de forma perigosa qualquer jogador, etc.
                A falta é anotada para a equipe e caso ela ocorra na área penal de quem cometeu, a equipe adversária executará uma cobrança de uma penalidade máxima.

                Tiro Livre Indireto

                Será cobrado quando o jogador adversário apresentar as seguintes atitudes:
                • Ficar com a bola por mais de 4 segundos na área penal;
                • Se o goleiro tocar ou controlar a bola que venha de um tiro lateral ou de canto cobrado por um companheiro;
                • Tentar retirar a bola das mãos do goleiro;
                • Prender a bola;
                • Tentar enganar o adversário se passado por um companheiro de time;
                • Tentar retardar o tempo da partida;
                • Impedir que o goleiro lance a bola com as mãos, etc.

                Sanções Disciplinares

                 Os cartões amarelos são apresentados aos jogadores caso ocorram algumas das seguintes infrações:
                • Caso o jogador entre na quadra antes dos dois minutos de expulsão temporária;
                • Quebrar constantemente as regras do jogo;
                • Discordar por meio de gestos e palavras das decisões do árbitro;
                • Ter conduta antidesportiva;
                • Se dirigir aos árbitros, anotador ou cronometrista para reclamar ou discutir sobre alguma decisão;
                • Impedir ou dificultar o reinício da partida;
                • Simular durante o jogo com a tentativa de enganar os árbitros;
                • Abandonar a partida sem autorização do árbitro;
                • Um jogador, que não seja o goleiro, tentar defender a bola com as mãos para que sua equipe não sofra o gol, etc.
                ⇒ Os cartões vermelhos são apresentados aos jogadores caso ocorram algumas das seguintes infrações:
                • Apresentar uma conduta violenta;
                • Fizer jogo brusco grave;
                • Realizar gestos obscenos, grosseiros e ofensivos;
                • Ter duas vezes na mesma partida uma atitude punível com cartão amarelo;
                • Impedir com a mão a marcação de um gol contra sua equipe, caso você não seja o goleiro;
                • Cuspir em alguma pessoa durante a partida;
                • Dar uma entrada que possa comprometer a integridade física de um jogador;
                • Impedir de forma ilegal a tentativa de concluir um tento;
                • Um jogador reserva invadir o campo para reclamar ou atrapalhar a partida.

                13 - Tiros Livres

                Os tiros livres são chutes desferidos, quando acontece a reposição da bola no jogo, devido a paralisação da partida provocada por alguma infração. São classificados em tiro livre direto e indireto.

                14 - Penalidade Máxima

                Um tiro direto que deve ser cobrado da marca, propriamente feita para a execução desse lance, em que todos os jogadores, exceto o executor do lance e o goleiro adversário, estão atrás da linha da bola. O jogador que executa a penalidade máxima, depois da execução, não pode encostar novamente na bola antes que outro jogador tenha encostado na mesma. Só pode ser cobrado para frente e a cobrança deve ser feita em 4 segundos.

                15 - Tiro Lateral

                Ocorre quando a bola passa, em sua totalidade, pela linha lateral. A cobrança é feita com os pés do exato local onde a ela tenha saído. O jogador que está cobrando o arremesso lateral deve estar de frente para a quadra, com um pé no solo, sendo que esse pé deve estar sobre qualquer parte da linha ou fora dela. A distância que deve ser respeitada pelos adversário na cobrança desse tiro é de 3 metros para a bola. Se o arremesso for diretamente para o gol, só será validado se houver desvio de outro jogador (incluindo o goleiro). Caso o arremesso lateral seja cobrado de forma incorreta, ocorrerá a reversão, ou seja, a equipe adversária ganha um arremesso lateral.

                16 - Arremesso de Meta

                É considerado arremesso de meta sempre que a bola ultrapassar completamente a linha de meta pelo alto ou solo, excluída a área entre os postes e sob o travessão de meta, após ter sido tocada ou jogada pela última vez por jogador da equipe atacante. O goleiro é o responsável por executar o arremesso de meta, usando as mãos e de qualquer parte do ponto da área penal.

                17 - Tiro de Canto

                Ocorre quando a bola sai totalmente pela linha de fundo e o último a tocar seja do time que está defendendo a meta dessa linha de fundo. Deve ser executado com um pé fixado no solo em cima da linha ou fora da quadra. O lado a ser escolhido para a cobrança será o mais próximo de onde a bola tenha saído. Se a bola for em direção à meta adversária e entrar, mesmo sem desviar em nenhum jogador, o gol será validado. Uma curiosidade é que se o arremesso for feito contra própria meta, com ou sem desvios de outros jogadores, o gol não será validado. O tempo limite para execução desse arremesso é de 4 segundos.

                Lei da Vantagem

                Os árbitros devem priorizar a disputa de um futsal atrativo e de qualidade com a obediência às regras. Eles devem evitar as interrupções do jogo e o excesso de uso de apito que retiram o dinamismo do espetáculo. A Lei da Vantagem funciona como uma garantia de que os infratores não sejam beneficiados pela paralisação do jogo.